Ainda não experimentou o Periscope? Vem cá jovem, vamos conversar!

Eu poderia vir aqui e falar que o Periscope é SENSACIONAL, mas ainda assim não expressaria todo o meu entusiasmo por essa mídia. Joe Kayvon, fundador do aplicativo, divulgou que em apenas quatro meses – sob comando do Twitter –  já possui 10 milhões de usuários ativos e o mais impressionante é que o tempo de visualização já chega a equivalente 40 anos de vídeo assistido por dia, ou 350 mil horas.

O Periscope veio reforçar, de forma inovadora, aquilo que sempre enaltecemos na internet: a conexão. Através do aplicativo, já disponível para iOS e Android, você pode fazer vídeos ao vivo para o mundo todo e com um chat para interação em tempo real; mas caso você esteja sem um smartphone para usar o app, aqui vai uma dica: QuickScope, para assistir via desktop.

A mídia é perfeita para quem compartilhar conteúdo e até mesmo para quem busca aprender novas línguas. Todo o sistema é extremamente intuitivo, o que tem contribuído para seu sucesso da rede. Basicamente funciona da seguinte forma:

– Transmissores: Lives, que podem ser transmitidas em modo público ou privado, com ou sem exibição da sua localização, assim como com ou sem chat para interagir e com post de notificação para o público via Twitter. Após as Lives, se o periscopata desejar, pode deixar o vídeo disponível para quem quiser assistir em uma repetição por até 24h.

– Receptores: podem interagir com a transmissão via chat e ao tocar na tela dar corações, demostrando se o conteúdo é satisfatório e contribuindo para que o transmissor suba no rankeamento do aplicativo.

Para quem busca atuar como um gerador de conteúdo, aqui vão algumas dicas primordiais para garantir a qualidade das Lives:

  1. Realize um teste antes: faça uma Live privada e teste as funcionalidades do aplicativo, assim quando for partir para apresentar seu conteúdo evitará surpresas.
  2. Estabeleça um posicionamento: um posicionamento consistente nada mais do que uma identidade a seguir e que irá amarrar o tema de cada vídeo que você produzir.
  3. Escolha um tema e crie um roteiro: você precisa ter domínio do que for falar, então crie um roteiro para lhe auxiliar a seguir uma linha de raciocínio clara. O roteiro também servirá para ajudá-lo nas retomadas, pois haverá momentos em que a alta quantidade de dúvidas e comentários no chat podem distraí-lo.
  4. Qualidade visual e sonora:  outro detalhe que precisa de cuidados é o cenário. Pense no plano de fundo, se posicione em um lugar que tenha uma boa aparência para ficar atrás de você e que tenha um ponto de luz que fique à sua frente. Como os vídeos são gravados por celular, aproveite que muitos deles têm fones de ouvido com microfone, utilize-os prendendo na roupa próximo à boca, para captar melhor o áudio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *